Goulart declara apoio a Haddad e chama Bolsonaro de “filhote de ditadura”

O candidato à Presidência pelo PPL João Goulart Filho declarou em nota na tarde desta terça-feira (9) que vai apoiar a eleição de Fernando Haddad (PT) no segundo turno contra Jair Bolsonaro (PSL). Em nota, o candidato chamou o político do PSL de “filhote da ditadura” e “herdeiro golpista disfarçado de candidato dos militares”. Já o PTB, que estava apoiando Geraldo Alckmin (PSDB), declarou voto em Bolsonaro. Goulart Filho relembrou o golpe militar de 1964, que derrubou seu pai, o presidente João Goulart, e disse que “não poderia se omitir diante do grande risco que corre a nossa nação neste segundo turno” e, por isso, apoiaria Haddad.

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *