JULGAMENTO DE LULA TEM QUE SER ANULADO E MORO RESPONSABILIZADO

O triplex fica no Guarujá, no foro de São Paulo. Porém Lula foi julgado pelo foro do Paraná. Porque inicialmente o processo tinha ligação com a propina na Petrobras. Os advogados do Lula pediram essa incompetência, foi negado pelo STF, porque inicialmente o caso estava ligado a Petrobrás. Porém o juiz Sérgio Moro, posterior a inicial, concluiu em uma das suas narrativas que o caso não tinha nada haver com a Petrobrás. O que ele deveria fazer então? Devolver o caso ao foro de São Paulo para dar continuidade ao caso.
Entretanto ele não devolveu e continuou de forma arbitrária com o processo. Ou seja, ferindo a competência inicial.  Deu a sua sentença e condenou o presidente Lula a 9 anos de prisão. E remeteu o processo para o foro de segunda estância em Porto Alegre, sem passar pelo rito do sorteio. Sabendo que todos os processos da Lava Jato que tinha relação com a Petrobrás que estava indo para este foro estava sendo referendados. Então já era certa a condenação do Lula. Pois bem, então seguiu este processo de forma ilegal para Porto Alegre. Isso, segundo o jurista. É sério, porque o próprio juiz (Sérgio Moro)havia confirmado que o caso não tinha vínculo com o caso Petrobrás. Como fez posterior a decisão do STF que lhe dava está competência. O processo pode ser anulado. Porque a Constituição deve ser respeitada. Deixou agora o judiciário em uma saia justa. O STF tem o dever de anular o processo inteiro e reiniciá-lo em São Paulo, que é a verdadeira competência do caso. (Por Arionaldo Spinoza).

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *